segunda-feira, 21 de março de 2016

Paraíso Tropical


Entre vilões e mocinhos.A sede de poder marcou a trama principal com muita inveja, paixão e intrigas.
Crimes e revelações. Vilões são castigados no final da trama e segredos vêm à tona.

 Tony Ramos, como o empresário Antenor Cavalcanti
Fábio Assunção viveu o mocinho Daniel Bastos

A ação de Paraíso Tropical se dividia entre o Rio de Janeiro e a fictícia Marapuã, na Bahia. Antenor Cavalcanti (Tony Ramos) era um empresário poderoso que tinha em Daniel Bastos (Fábio Assunção), filho do caseiro, seu sucessor nas empresas, já que seu único filho havia morrido. Casado com Ana Luísa (Renée de Vielmond), Antenor era amante de Fabiana (Maria Fernanda Cândido), advogada do Grupo Cavalcanti e, decidido a expandir seus negócios, o empresário resolveu investir no ramo de resorts. Para isso, enviou Daniel à Bahia, para que ele fechasse novas parcerias. O que Daniel não desconfiava é que era alvo da inveja de Olavo (Wagner Moura), sobrinho de Antenor e diretor do grupo. O vilão não se conformava da preferência do tio pelo rapaz e tentava, a todo custo, difamar a reputação de Daniel perante o empresário.

 Paixão arrebatadora

 Alessandra Negrini e Fábio Assunção: par romântico em Paraíso Tropical

Apesar da próspera carreira, o maior sonho de Daniel (Fábio Assunção)era encontrar um grande amor, comprar um pequeno hotel em uma cidadezinha afastada do Rio de Janeiro e por lá viver com sua mulher e futuros filhos. Em Marapuã, o jovem empresário conheceu Paula Viana (Alexandra Negrini), filha de Amelia (Suzana Vieira), dona do prostíbulo que estava instalado nas terras que Antenor comprou para construir seu resort. Paula e Daniel logo se apaixonam, mas Olavo (Wagner Moura) com sua sede de vingança, destruiu o romance dos dois.

A revelação

Alessandra Negrini como Paula e Taís
Abalada com a ameaça de fichamento de seu negócio, Amélia ficou muito doente mas, antes de morrer, revelou à Paula que não era sua mãe verdadeira e que a jovem tinha um avô vivo. Ao mexer nos pertences da mãe, a bela encontrou uma caixa com fotos e papéis que indicavam pistas do avô. A mocinha, então, decidiu ir para o Rio de Janeiro em busca de sua origem. O que ela nem imaginava é que tinha uma irmã gêmea, Taís (Alessandra Negrini) que fez um verdadeiro inferno em sua vida.

Uma prostituta no caminho 


Para destruir Daniel e acabar com seu romance com Paula, Olavo contou com a ajuda da prostituta Bebel (Camila Pitanga), uma mulher linda e ambiciosa. Depois de um plano arquitetado pelo vilão, o mocinho foi acusado de fazer orgia em seu quarto de hotel e acabou na cadeia. Seu único álibi era Paula, com quem havia passado a noite. Mas a moça caiu na intriga de Olavo, deixou de acreditar no namorado e não o ajudou.

 Fábio Assunção na pele do jovem empresário Daniel

Depois de se livrar da cadeia, Daniel (Fábio Assunção) voltou para o Rio de Janeiro sem entender o que aconteceu com Paula (Alessandra Negrini)). Quando viu Taís (Alessandra Negrini) na rua o jovem empresário se empolgou e achava que tinha reencontrado a amada. Só que com a rispidez que a moça o tratou, Daniel concluiu que ela só podia ser a irmã gêmea de Paula. Sem saber o perigo que corria, o executivo se aproximou da vilã, que vivia com o avô Isidoro (Othon Bastos), e a quem rejeitava por seu modo simplório de viver. Após a morte da mãe, Paula foi para o Rio em busca de suas raízes e encontrou Isidoro, o avô que desconhecia ter. Quando conheceu a irmã, Paula acreditou piamente que Taís era uma boa pessoa. Depois de muitos desencontros, Daniel finalmente conseguiu reencontrar Paula e tentou convencer a amada que os dois foram vítimas de ciladas tanto da parte de Olavo (Wagner Moura) quanto de Taís. A gêmea boa não acreditou no namorado e o deixou na mão.

Planos maquiavélicos

 Alessandra Negrini e Bruno Gagliasso viveram um casal de golpistas


A trama sofreu uma reviravolta quando Taís decidiu matar a irmã no dia do casamento dela com Daniel, junto com Ivan (Bruno Gagliasso), a malvada jogou Paula no mar e casou-se com o empresário. A gêmea boa foi resgatada por Olavo, que a internou num hospício e começou a chantagear Taís. Tudo que ele queria era forjar uma conta de Daniel no exterior com a ajuda da jovem. Depois de conseguir o que pretendia, Olavo acusou o rival de ter desviado o dinheiro. Acusado de ser criminoso, Daniel ainda descobriu que na verdade estava casado com a gêmea má. Enfurecido começou a fazer de tudo para desmascarar seus perseguidores.


Quem matou Taís?

Wagner Moura

Daniel conseguiu resgatar Paula, que voltou ao Rio de Janeiro fingindo ser a irmã. Taís. Desmascarada e procurada pela polícia, a gêmea má procurou ajuda de Antenor (Tony Ramos). Foi o executivo quem pagou a vilã para separar Paula e Daniel.Na hora do aperto, Taís ameaçou contar toda armação do empresário caso ele não a ajudasse e lhe pagasse uma boa grana. Sem saída, Antenor cedeu à chantagem, mas Taís foi assassinada antes mesmo de receber o dinheiro. O assassinato da moça apontava para vários suspeitos.
Wagner Moura Vera Holtz e Bruno Gagliasso
Entre eles Antenor, Paula e Marion (Vera Holtz), a mãe de Olavo (Wagner Moura) e Ivan (Bruno Gagliasso). O suspense só foi revelado no último capítulo da novela: o assassino de Taís era Olavo. Ele matou a vilã depois que ela descobriu que Ivan, na realidade, era filho de Antenor. Olavo pretendia matar o irmão, a mãe e Antenor para herdar a herança.

Desfecho dos vilões

Gagliasso viveu o malandro e perturbado Ivan

Rejeitado e tido sempre como o filho bastardo e problemático, Ivan jamais imaginou ser filho do todo poderoso Antenor.Por conta do tratamento que teve a vida toda, Ivan sempre teve inclinação para a marginalidade. Bonito, charmoso e mau caráter, acabou despertando a paixão de Taís. Por conta da herança que tinha direito, o jovem ficou na mira de Olavo.A revelação sobre a origem de Ivan foi feita em uma forte cena, no apartamento de Marion, onde estavam presentes Daniel, Antenor, Marion, Tatiana (Lidi Lisboa) e Olavo. Fugindo da polícia, Olavo se escondeu na casa da mãe. Armado, ele ameaçou matar Daniel quando Antenor chegou, revelando ter descoberto que Ivan era seu filho. Acuado, atingido por um tiro no braço e muito perturbado, Olavo confessou a inveja que sempre sentiu do irmão, por ele ser herdeiro da fortuna do tio. Atordoado com as revelações feitas, Ivan pegou a arma de Daniel e atirou em Olavo, que também atirou. Os dois morreram na hora!

Bebel termina em Brasília

Camila Pitanga
Separada de Ana Luísa (Reneé de Vielmond), Antenor se envolveu com Lúcia (Glória Pires). Enquanto isso, Olavo e Bebel (Camila Pitanga) planejaram um golpe contra o empresário. A prostituta engravidou de Olavo, mas seduziu Antenor e mentiu que esperava um filho dele. Pressionado, Antenor se casou com Bebel. Porém, antes de morrer, Olavo revelou ao tio toda a verdade. Bebel perdeu o bebê e foi presa. Depois de cumprir pena, a malandra conquistou um poderoso político e foi morar em Brasília. Lá terminou a história depondo em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), graças a um escândalo de corrupção que seu marido se envolveu.

Ficha técnica

Emissora: Rede Globo
Capítulos: 179
Exibição: 05 de março a 28 de setembro de 2007
Horário: 21 h
Autor: Gilberto Braga e Ricardo Linhares.


 Curiosidade


O grande destaque de Paraíso Tropical foi o casal Bebel e Olavo, vivido por Camila Pitanga e Wagner Moura. Mas os atores não foram a primeira opção para dar vida a esses personagens.A princípio os autores da trama pensaram em Mariana Ximenes e Selton Mello para fazer a dupla de vigaristas carismáticos. Outra curiosidade é que o papel das gêmeas Paula e Taís foi escrito, na verdade, para Cláudia Abreu. Ma a atriz descobriu que estava grávida antes do início das gravações e foi substituída por Alessandra Negrini.

Por Núcia Ferreira

Publicado na revista TV Brasil n/n 832 e 833
Vale a Pena ler de Novo

Fotos: Divulgação/Globo - Memoriaglobo.com - gshow.globo.com  - redeglobo.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário