quinta-feira, 16 de junho de 2016

"Todos Contra 30"

José Trajano condena piadas que remetem à violência sexual feitas por humoristas como Danilo Gentilli

José Trajano teceu suas críticas durante o Linha de Passe, da ESPN

O estupro da adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro, praticado por 33 homens, causou grande comoção nacional e iniciou uma campanha contra a 'cultura do estupro'. Amplamente discutido na mídia, o fato gerou enorme repercussão e levou vários famosos a se manifestarem publicamente. José Trajano, jornalista esportivo da ESPN, por exemplo, não escondeu sua revolta e, inclusive, condenou a casa por dar espaço a humoristas machistas como Danilo Gentilli e Rafinha Bastos."Quero representar aqui um grupo da ESPN que me tornou porta-voz desse protesto que vou fazer, porque o canal abrigou nessa semana um personagem engraçadinho que se posta como se fosse um  sujeito que faz apologia do estupro, em nome do humor, dizendo que no humor cabe tudo", falou Trajano, criticando os dois humoristas e referindo-se a piadas relacionadas à violência contra mulher feitas por ambos. No passado, Rafinha disse que 'comeria uma mulher grávida junto com o bebê'. Já Gentilli fez a seguinte piada, há alguns anos, em sua conta no Twitter, referindo-se a um  caso no BBB: "O cara esperou uma gostosa ficar bêbada pra transar com ela. Todos sabemos o nome que se dá pra um cara desses: Gênio!".Trajano ainda declarando seu apoio à vítima, "Somos todos contra 30 e, evidentemente, conta a violência sofrida pelas mulheres aqui no Brasil. O que aconteceu no Rio de Janeiro foi uma coisa cruel, absurda. Eu estou falando isso tudo aqui para que a gente não saia na rua amanhã e seja confundido com o pensamento dessa gente, que eu e esse grupo abominamos", finalizou o veterano.


Em resposta

Danilo Gentili já havia participado de programas no canal esportivo

Ao saber do recado que José Trajano mandou, Danilo Gentilli respondeu ao jornalista: "Ontem, retiraram de contexto um post meu de 2012, em que eu ironizava mais uma das estúpidas polêmicas do Big Brother. Conseguiram o que queriam: a ira e o repúdio de muita gente contra mim". Gentilli ainda acrescentou que jamais cometeria um ato tão cruel assim.

Sobre o caso hediondo ocorrido no Rio de Janeiro, outros famosos se manifestaram, como Caio Blat, Juliano Cazarré, Lucas Lucco, Alexandre Nero e até mesmo a atriz Emma Watson, que fez a Hermione, em Harry Potter. Todos repudiando a cultura do estupro! Emma postou em portuguêsa hashtag#EstuproNaoÉCulpaDaVitima em sua conta no Twitter. Já Nero entrou na campanha virtual "Homem conta a Cultura do Estupro".

Texto: Luama Rodriguez

Publicado na revista TV Brasil n/n 845
Bafo da Semana

Nenhum comentário:

Postar um comentário