terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Os Caipiras Das Novelas

Eles conquistaram o público com um jeito simples, sincero e bem-humorado. Não é de hoje que os caipiras da teledramaturgia se transformam em um importante elemento para cativar o telespectador, principalmente em tramas regionais. Agora é a vez de Candinho, personagem de Sérgio Guizé em Eta Mundo Bom. O moço promete agitar a nova trama das 18h da Globo com seu modo de achar que tudo tem seu lado bom, mesmo as maiores dificuldades. No dia a dia, ele encara as coisas com paixão, bom humor, humildade e generosidade. O protagonista da trama de Walcyr Carrasco foi inspirado no filme Candinho, de 1954, em que Mazzaropi deu o tom perfeito ao personagem.

Sérgio Guizé e Débora Nascimento
Na novela, Candinho (Sérgio Guizé)é um caipira dos anos de 40. Ele cresceu na roça, é discriminado pela família que o criou e proibido de se casar com Filomena (Débora Nascimento), seu amor de infância. Expulso do lugar onde passou a vida inteira, o caipira vai para a cidade grande com seu fiel companheiro, o burro Policarpo, a quem ele trata como um confidente. Lá encontrará Pirulito (JP Rufino) e promete encantar o público com seu jeito simples de ser. "Ele é um rapaz muito bom, simples e que tem um amor incondicional às pessoas, aos animais e a vida. Tanto que o bordão do Candinho é: Tudo que acontece de ruim na vida da gente é pa meiorá", analisou Guizé. Filomena (Débora Nascimento) já ganhou o público com seu jeito meigo

A TV Brasil preparou uma lista com outros caipiras inesquecíveis da telinha. Qual é o seu favorito?

 Sassá Mutema
 O Salvador da Pátria


Lima Duarte e Maetê Proença
Sassá marcou a carreira de Lima Duarte
O jeito manso, a fala arrastada e a ingenuidade foram os temperos que fizeram Sassá Mutema conquistar o povo de Tangará e o público, além, é claro, da interpretação primorosa de Lima Duarte. Não tem como esquecer a doce e terna paixão dele pela professorinha Clotilde (Maitê Proença). Depois de muita confusão em sua vida, Sassá é jogado na política, e aos poucos consegue usar sua humilde inteligência para se livrar dos políticos de má fé que queriam apenas se aproveitar de sua popularidade. Um clássico!

Crispim
Alma Gêmea
Emílio Orcilollo Netto e Fernanda Souza

Em Alma Gêmea, Crispim (Emílio Orciollo Netto)rendeu sequências hilárias com seu jeitinho. Sobrinho de Bernardo (Emiliano Queiroz) e irmão de Mirna (Fernanda Souza), apesar de ser do bem, era muito mal-humorado, ciumento e não deixava a irmã namorar. Ele arrumava as maiores confusões para afastar os pretendentes da moça. Para compor Crispim, Emílio teve aulas de prosódia e se inspirou em Mazzaropi. "Vi quase todos os filmes dele. Um dos meus preferidos é o Marvada Carne. Eu queria falar como ele. Crispim é um jeca sem pudor", disse o ator.

Timóteo 
Chocolate com Pimenta


Marcello Novaes e Drica Moraes
Outro caipira sem medo de ser feliz foi o vivido por Marcello Novaes em Chocolate com Pimenta. Timóteo fazia o tipo do caipira boa praça, bom de coração e com um brilho no olhar. As cenas mais divertidas eram quando ele contracenava com Estrela, sua vaca de estimação. "O Timóteo foi um personagem que eu criei para as crianças. Eu li uma cena dele com os meus filhos e eles adoraram. Aí pensei:'vou fazer esse cara para as crianças!' Avisei a direção e arrisquei. Deu muito certo, felizmente.Tenho o maior carinho pelo Timóteo", relembra Novaes.


Petruchio
 O Cravo e a Rosa

Eduardo Moscovis e Adriana Esteves

O caipira interpretado por Eduardo Moscovis conseguiu conquistar não só o coração de Catarina (Adriana Esteves) como também o público que torcia pelo final feliz do casal. O homem rústico se apaixona justamente por uma mulher moderna e mimada. Boa parte da trama se passa no local simples onde o casal vive um bom tempo às turras. O personagem, caloroso e teimoso, ajudou a trama a ser um sucesso e Eduardo Moscovis ganhou o Troféu Internet (SBT) na categoria de melhor ator. Inesquecível!

Januário
 O Cravo e a Rosa
Taumaturgo Ferreira e Vanessa Gerbelli

O Cravo e a Rosa trouxe ainda outro caipira apaixonante. Januário (Taumaturgo Ferreira) vivia na fazenda de Petruchio e era bronco e ingênuo. Apaixonado por Lindinha (Vanessa Gerbelli), ele tinha como companhia uma porca de estimação a quem tratava como filha. Ao longo da trama, é surpreendido com a revelação de que é filho de Joaquim (Carlos Vereza), um homem muito rico. Ele apronta todas no hotel chique da cidade, levando, inclusive, sua porquinha para tomar café da manhã no restaurante do local.



Texto: Redação

Publicado na revista TV Brasil n/n 828 

Nenhum comentário:

Postar um comentário