segunda-feira, 11 de julho de 2016

As Novelas De Lilia Cabral

Lilia Cabral é a personagem destaque de Liberdade, Liberdade. Na pele de Virgínia, ela mostra todo o talento que tem!
Lilia Cabral como Virginia
Essa não é a primeira personagem marcante que Lilia Cabral interpreta na TV. A atriz coleciona uma ampla lista de papéis e, na maioria deles, se mostra uma mulher forte, de fibra! Em Liberdade, liberdade não está sendo diferente. Na pele de Virgínia, uma inconfidente camuflada, Lilia mostra que mesmo com 58 anos é possível ser imponente e sensual! "Em cena, a gente fica muito maquiada, porque antigamente elas passavam muito pó no rosto para disfarçar as doenças. Com essa personagem eu tenho que me desconstruir. Eu sou bem fresca, mas em cena eu fico suada e é para ficar suada!Isso tudo é exatamente um teste para mim. Quando eu entro vestida com aquele figurino no set, ou quando eu entro em cena, as pessoas que estão contracenando comigo sentem automaticamente que existe uma mulher sensual ali".

Cenas fortes
Lilia Cabral fala sobre a experiência que teve após levar uma surra de seu filho na trama, Rubião(Mateus Solano). "A gente não apanha de verdade, mas você se transforma.Como houve essa transformação, de fato assusta. Eu botei uma foto no Instagram, porque eu também fiquei assustada. Eu não costumo ver a cena no monitor, então acabei de me maquiar e fiquei me vendo no espelho. Depois vi no vídeo e achei bem assustador".

História antiga X Brasil atual

"Quando começamos gravar essa novela, nunca se imaginou que a gente fosse passar tudo o que nós estamos passando no país agora. E a novela parece que foi baseada na história que nós estamos vivendo, mas o autor não se baseou. Até então, nada do que está acontecendo, passava pela cabeça dele. A novela está ajudando bastante, pois a trama é muito contemporânea, mesmo passando em 1808, na forma de fazer, na forma de contar, nas coisas que acontecem, acho que ela tem um olhar contemporâneo. Eu estou muito feliz de fazer parte desse produto". 

Feminista dentro e fora da TV
"Eu já fiz campanhas contra a violência da mulher e defendo esse ponto de vista e, quando eu posso, personagens que faço também defendem. Eu acho que na minha vida é mais um passo como personagens, uma oportunidade de você simplesmente se colocar como mulher, e como nós somos fracas, mas a gente acaba sendo frágil no sentido de que uma pessoa mais forte que a gente, é capaz de nos matar. Mas, não é capaz de nos matar, se a gente tiver que competir de igual para igual. E isso foi mudando durante os anos que foi se passando. As coisas foram melhorando para as mulheres. Infelizmente o lado machista continua, essa cultura ao machismo continua, e é isso que tem que acabar".

Carreira

Sheila em História de Amor de 1996
"Assim que eu comecei na televisão, eu me lembro de que eu sobrevivia não com o dinheiro da TV e, sim, do teatro. Eu fazia um espetáculo de sucesso, ganhava bem e sempre guardava todo o dinheiro que eu tinha. Na televisão, eu sabia que o começo seria um investimento na minha carreira. Eu acho que por uns dez anos, de fato, foi um investimento, porque cada papel é uma descoberta. Era muito importante em algum momento eu sempre mostrar porque eu tinha escolhido essa profissão, sabe? Os anos foram se passando e eu tive muita sorte de ter tido dois olhares, de dois diretores e de um autor, que foi quando eu fiz História de Amor, esse foi o meu grande ponto de partida, foi quando as pessoas passaram a me ver de uma outra maneira. Foi um ganho para a minha carreira".

Relembrando os sucessos



Em sua carreira que se iniciou na TV em 1981, Lilia Cabral coleciona mais de vinte papéis! Para mostrarmos um pouco de seu talento e sucesso, relembramos os personagens mais marcantes da atriz.



1982 - Os Imigrantes

 Lilia Cabral

Angelina , em sua segunda novela, Os Imigrantes da Bandeirantes. 

1988 - Vale Tudo


Lilia Cabral
Aldeíde, a divertida e sofredora da novela Vale Tudo.


1989 - Tieta


 
Joana Fomm, Lilia Cabral e Jorge Dória
 Amorzinho, na novela Tieta com Joana Fomm  e Jorge Dória.


1991 -  Salomé
 Lilia Cabral
Ernestina, na novela Salomé


1991 - Pedra sobre Pedra

 Lilia Cabral e Osmar Prado
Alva, na novela Pedra sobre Pedra  , com Osmar Prado.


1995 - História de Amor
  Lilia Cabral e José Mayer 

Sheila, na novela  História de Amor  ao lado de José Mayer.


2000 - Laços de Família

Lilia Cabral e Deborah Secco

Ingrid, na novela Laços de Família  com Deborah Secco.

2001 - Estrela Guia

Lilia Cabral
Daphne, na novela Estrela-Guia. 

2003 - Chocolate com Pimenta


  Lilia Cabral

Bárbara, a vila na novela Chocolate com Pimenta 

2006 - Páginas da Vida

Marcos Caruso, Fernanda Vasconcelos e  Lilia Cabral

Marta, na novela Páginas da Vida em cena com Fernanda Vasconcelos e Marcos Caruso.

2008 - A Favorita
  

Clarice Falcão, Lilia Cabral e Jackson Antunes

Catarina, na novela A Favorita  junto de Clarice Falcão e Jackson Antunes

2009 -  Viver a Vida

Alinne Moraes, Lilia Cabral e José Mayer

Tereza, a chiquérrima na novela Viver a Vida com José Mayer e Alinne Moraes.

2011 - Fina Estampa
 Adriana Birolli,  Lilia Cabral e Caio Castro

Griselda, na novela Fina Estampa com Caio Castro e Adriana Birolli.


2013 - Saramandaia 

José Mayer e Lilia Cabral
Vitória, na novela Saramandaia par de José Mayer.

2014 - Império
Lilia Cabral e Alexandre Nero
Maria Marta, na novela Império, junto de Alexandre Nero

2016 - Liberdade, Liberdade


Virginia, na novela Liberdade, Liberdade

De geração em geração
Mulher de Ferro
"Não que nós somos fracas, mas a gente acaba sendo frágil no sentido de que uma pessoa mais forte que a gente, é capaz de nos matar"

Lilia Cabral e Guilia Cabral
Seguindo os passos artísticos da mãe, Giulia, de 19 anos, está estudando Produção Textual e, logo mais, pretende entrar para a TV também. "A Giulia sempre se mostrou muito voltada às artes. A minha filha tem muita consciência em relação à profissão porque ela vê na minha casa como eu trabalho. Como vê desde criança, ela sabe que não é fácil. Mas uma coisa eu digo com muita propriedade, como eu falo para todas essas meninas que estão começando: 'Tem que estudar! Tem que saber de onde vem essa profissão. E, tem que ter a cultura do que a gente faz'". 

Lília, a filha, Giulia, e o marido, o economista Iwan Figueiredo.

Artigo de Rose Defino/Colaboradora Mariana Brandão
Publicado na revista Tititi e

-Artigo de Monique Arruda 
Publicado na revista TITITI 
Edição de 15/08/2014 nº 831
Publicado na revista Guia da TV
Edição de 01/07/2016 Ano 10, nº 483

Nenhum comentário:

Postar um comentário