segunda-feira, 1 de agosto de 2016

As Novelas De Guilherme Karan

Um triste adeus!
 Guilherme Karan
Karan foi um ícone do chamado teatro beisteirol, em dupla com Miguel Falabella.
As últimas aparições públicas de Guilherme Karan, morto na quinta 7/7, aos 58 anos, no Rio, foi na novela América (2005), de sua amiga íntima Glória Perez, que lamentou a perda pelas redes sociais. Daquela época em diante, ele desenvolveu a síndrome de Machado-Joseph, herdada da mãe, já falecida, o que o obrigava a se locomover de cadeiras de rodas. A doença degenerativa afetou seus três irmãos, dois mortos antes dele. Karan ficou popular no extinto TV Pirata e fez sucesso em  novelas. Quem não lembra o bordão "Divina Magda" (Vera Zimmerman), do mordomo Porfírio em Meu Bem, Meu Mal (1990), em reprise no Viva. Seu pai, Alfredo Karan, de 91 anos, disse que o ator estava sofrendo muito. 

Grandes trabalhos

Guilherme Karan e Susana Vieira
Como Políbio em Partido Alto

Guilherme Karan estreou na televisão na novela Partido Alto (1984), mas ficou conhecido mesmo por seus papéis humorísticos na saudosa TV Pirata.
 Como  Zeca Bordoada do TV Pirata (1988/1990)

Guilherme Karan e Vera Zimmerman 
Como o mordomo Porfírio em Meu Bem, Meu Mal (1990).
 Como o roqueiro Bebeto a Jato em Em Explode Coração (1995).  
Guilherme Karan e Eri Johson
Como Raposo em O  Clone (2001)

Rosi Campos e Guilherme Karan 
Como  Geraldito, em América (2005).

No cinema

Guilherme Karan participou do longa Super Xuxa contra o Baixo Astral, no qual interpretava o vilão Baixo Astral e participou ainda de Xuxa e os Duendes, fazendo o Gorgon.

Texto: Luana Rodriguez

Publicado na revista TV Brasil n/n 851e
Minha Novela n/n 880 15/07/2016
Fotos: Divulgação-acritica.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário