terça-feira, 6 de setembro de 2016

Fátima Araújo - Madre Tereza, Ícone Do Bem


Madre Tereza de Calcutá

Nada mais justo e belo que a canonização de Madre Tereza de Calcutá, pelo papa Francisco, após aprovar decreto reconhecendo um milagre atribuído à religiosa: a cura inexplicável de um homem que tinha múltiplos tumores no cérebro e por intercessão da religiosa se recuperou, deixando médicos sem explicações. O paciente se encontrava em estado terminal, com múltiplos abcessos cerebrais e hidrocefalia, e já havia passado por um transplante de rim. Era crítico seu estado, sem reação às terapias, mas de repente, sem cirurgia, veio a cura da doença, até hoje sem explicação científica.

Madre Tereza de Calcutá foi um dos maiores e mais belos exemplos do verdadeiro ser humano que dignifica a espécie e deixa melhor o mundo que abriga sua luminosidade.

Dedicada ao serviço do bem, desde os 18 anos, nada quis com a vida mundana e as riquezas materiais que poderia ter conquistado com seus encantos exteriores, pois só se interessava pela riqueza interior.

Dedicando-se inteiramente a Deus e ao próximo, abraçava os miseráveis, doentes, abandonados e rejeitados pela sociedade, conseguindo tirar do chão milhares de caídos, dando-lhes abrigo e lavando suas feridas necrosadas pela infecção e bactérias de toda ordem. Por conta disso, ganhou o Prêmio Nobel da Paz, em 1979, tendo empregado o dinheiro recebido nas obras de caridade na Índia e em diversos países onde fundou Abrigos, Escolas e Hospitais de atendimento aos necessitados.

Madre Tereza (1910-1997), partiu aos 87 anos, e era conhecida como a "Santa das Sarjetas". Jamais o mundo esquecerá seu exemplo de fé, caridade e iluminação!

Fátima Araújo
Jornalista

Publicado no jornal Correio da Paraíba
Edição de 30 de agosto de 2016
Caderno 2 
Foto: Reprodução
https://noticias.terra.com.br/mundo/papa-autoriza-canonizacao-de-madre-teresa-de-calcuta

Nenhum comentário:

Postar um comentário