quarta-feira, 19 de outubro de 2016

As Novelas de Marcelo Medici

Marcelo Médici
O ator diverte o público em novelas e programas humorísticos.

A história de Marcelo Medici com a dramaturgia começou aos 16 anos, quando seu grande sonho era ter uma moto.O pai até concordou com a ideia, desde que ele pagasse pelo veículo. Animado, Marcelo começou a trabalhar dando banho em cachorros e como office boy, mas não demorou muito para descobrir que, por ser menor de idade, não teria sua moto. Então, pegou todo o dinheiro e gastou com aulas de teatro com o conceituado Antunes Filho.

Primeiros passos

1994 - A Turma do Arrepio

Como Epitáfio no seriado A Turma do Arrepio
E foi fazendo humor que Marcelo estreou na TV, em 1994, no infantil Turma do Arrepio, na extinta Manchete, seu primeiro trabalho interpretando o porteiro Epitáfio. "Eu fazia o porteiro morto-vivo do prédio onde moravam um vampirinho, um lobisomem, uma bruxinha e um Frankenstein", contou.

1997 - Olho da Terra

Em relação às novelas, foi apenas em 1997 que Marcelo teve o sabor de fazer sua primeira trama, Olho da Terra, na Record.

Agarrando as oportunidades 

1998 - A Praça é Nossa

Como Zoinho no humorístico  A Praça é Nossa
Quando conheceu Cláudia Rodrigues, Marcelo quase fez o seu primeiro trabalho na Globo, na Escolinha do Professor Raimundo, porém, teve problemas com um redator e não entrou no humorístico. Acabou indo para A Praça é Nossa, no SBT, com o personagem Zoinho, e na emissora conviveu com mestres como Ronaldo Golias e Zilda Cardoso. Aliás, foi ela quem o aconselhou a fazer novelas. Marcelo, então, seguiu as dicas da veterana.

2003 -  Canavial de Paixões

Como Oswaldo na novela Canavial de Paixões
Conseguiu , em 2003, um papel em Canavial de Paixões, na mesma emissora, folhetim em que viveu Oswaldo Dias. O personagem era empregado de Teresa (Débora Duarte) e namorava Lourdes (Paula Cohen). Apesar de viver de pequenos golpes, Oswaldo era engraçado e muito sensível.

No horário nobre

2005 - Belíssima

Marcelo Medici e Sheron Menezes
Como Fladson na novela Belíssima 
O grande sonho do ator era a Globo e, depois de muito insistir, conseguiu fazer um teste no Plimplim, nas não passou. Na ocasião, teve a oportunidade de falar com o autor Silvio de Abreu. "Cheguei para ele e disse: "Silvio, sou ator e vou ser frustrado se não fizer sua novela". E não é que , em 2005, Silvio o chamou para ser o gago Fladson, na novela Belíssima? Na trama, fez o açougueiro que morava com a mãe, Tosca (Jussara Freire). Apaixonado por Giovana (Paolla Oliveira), envolveu-se com Dagmar (Sheron Menezes), para desespero da mãe, que era preconceituosa.

Tipos engraçados

2007 -  Sete Pecados

Como Antero (Chong Xing) na novela Sete Pecados.
Com as portas abertas na Globo, em 2007 ele fez Sete Pecados, no papel do mordomo Antero, que roubou a cena com os seus disfarces inusitados (como o chinês Chong Xing). "Sei que não tenho porte de galã, mas existem várias possibilidades de destaque sem que você precise estar na pele do mocinho", afirmou, na ocasião.

2010 - Passione
Como Mimi na novela Passione
O sucesso maior viria na pele do carteiro Mimi, de Passione, trama em que Médici teve a possibilidade de mostrar outras faces."Era uma montanha russa de interpretação. Tinha uma parte dramática, a vilania e momentos muito humanos", analisou Médici. O carteiro era apaixonado por Agostina (Leandra Leal) e interceptava as cartas enviadas por Berilo (Bruno Gagliasso) para a mulher, pois tinha esperança de conquistá-la.

Um espírito no caminho

2013 - O Canto da Sereia

Como Tuta Tavares na minissérie O Canto da Sereia
O trabalho seguinte foi em O Canto da Sereia, em que o ator viveu Tuta Tavares, poderoso publicitário baiano que transformou Sereia (Isis Valverde) em uma estrela. 

2013 - Joia Rara
Como Joel na novela Joia Rara
Depois fez o Joel, em Joia Rara, coreógrafo de Aurora (Mariana Ximenes) e mestre de cerimônias do cabaré Pacheco Leão. 

2014 - Alto Astral
Como Dr. Castilho na novela Alto Astral
Já em Alto Astral, o ator foi o Dr. Castilho. "Ele tinha uma missão a cumprir, que era ajudar pessoas menos favorecidas em cirurgias espirituais", recordou.

Mais um papel cômico

2016 - Haja Coração
Como Agilson na novela Haja Coração
Atualmente no ar como o Agilson, em Haja Coração, Médici comemora mais um sucesso na carreira. Na trama ele vive o irmão de Aparício (Alexandre Borges), que tem um, digamos, 'probleminha' com a fala. "Tinha medo de esse personagem ficar muito idiotizado, pois embora tenha óculos, língua presa e jeito mais frágil, ele não é um idiota", defende o ator, que se mostra muito feliz com o trabalho. "A gente já entra no estúdio querendo rir, porque o clima é muito bom. Está rolando uma generosidade incrível e respeito muito grande. É lindo ver isso", ressalta.

Na telinha

1994 - Turma do Arrepio
Epitáfio
1997 - Olho da Terra
Marco
1998 - A Praça é Nossa
Zóinho
2003 - Canavial de Paixões
Oswaldo Dias
2005 - Belíssima
Fladson Rodrigues
2007 - Sete Pecados
Mordomo Antero/Zizi/Chong Xing/Tião
2010 - Passione
O carteiro Mimi
2013 - O Canto da Sereia
Tuta Tavares
2013 - Joia Rara
Coreógrafo Joel
2014 - Alto Astral
Dr. Castilho
2016 - Haja Coração
Agilson Varella

Texto: Núcia Ferreira

Publicado na revista TV Brasil n/n 863
Fotos: Globo/SBT/Divulgação
You Tube
Veja São Paulo - Abril.com
Rede Globo
Gshow - Globo.com
Alexandrehq.blogspot.com/Alearte quadrinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário