sexta-feira, 28 de abril de 2017

Paulo Betti

Paulo Betti
Versátil, o ator coleciona personagens de sucesso em sua bem sucedida carreira

Com mais de 40 anos de carreira, Paulo Betti é um dos atores mais consagrado de sua geração, mas sequer pensava em ir parar na televisão."Fui trabalhando para sobreviver e pagar as contas. Só cheguei à TV com quase 30 anos, porque não tinha esse sonho, mas aconteceu", disse em entrevista ao GShow.


Paulo Betti e Suzy Rêgo na novela Rock Story
Atualmente ele está no ar em Rock Story como o animado Haroldo, um personagem que é apaixonado pela mulher, Gilda (Suzy Rêgo). Betti nasceu em Rafard, interior de São Paulo e, ainda pequeno, mudou-se para Sorocaba com a família. Na infância, ele teve que aprender a lidar com o pai, que era esquizofrênico. "Eu era um menino feliz. Não podia ser revoltado, não dava para ter essa fase porque eu tinha que ajudar minha família. Meu pai tinha crises uma vez por ano e foi internado várias vezes no hospital psiquiátrico", lembra. A vocação para o teatro começou cedo, em brincadeiras no fundo do quintal de sua casa, em Sorocaba.O menino adorava brincar de circo, fazia teatro na praça e sempre foi incentivado por professores na escola. "Minha vocação vem também graças aos estímulos dos padres do oratório salesiano que ajudavam a fazer um grupo de teatro e também do grande teatro amador que existia em Sorocaba naquela época",explicou o ator. No início dos anos 70 , Paulo Betti mudou-se para São Paulo para estudar na Escola de Artes Dramática da USP. O jovem começou a fazer vários espetáculos teatrais e logo se destacou.

Chegada na televisão

1979 - Como Salvar Meu Casamento

Paulo Betti na novela Como Salvar Meu Casamento
Em 1979, Betti estreou na telinha na novela Como Salvar meu Casamento, na TV Tupi. A novela não chegou ao fim por causa do fechamento da TV Tupi. 

1981/1982 - Os Imigrantes

Paulo Betti e Bete Mendes na novela Os Imigrantes

1982 -  Os Imigrantes - Terceira Geração

Paulo Betti e Denise Del Vecchio na novela Os Imigrantes - Terceira Geração
Na sequência, foi para a Bandeirantes,onde integrou o elenco de Os Imigrantes e Os imigrantes - Terceira Geração.

1983 - Maçã do Amor


Paulo Betti e Norma Blum na novela Maçã do Amor

O ator fez ainda a telenovela Maçã do Amor, em 1983, na pele de Edson Freitas.


Estrea na Globo

1984 - Transas e Caretas

Paulo Betti e Lídia Brondi na novela Transas e Caretas
Já com experiência em TV, Betti fez o primeiro trabalho na Globo em 1984, em Transas e Caretas, como Dirceu Valente, pintor de quadros que lutava para ter seu trabalho reconhecido. O personagem fez sucesso e o ator chamava cada vez mais atenção do público e dos autores, tanto que, na sequência, emendou uma novela atrás da outra.

1984/1985 - Vereda Tropical

Paulo Betti na novela Vereda Tropical
Ele integrou o elenco de Vereda Tropical, como Marco, um romântico solitário e melancólico.

1985 - De Quina Pra Lua

Paulo Betti na novela De Quina Pra Lua
Em 1985, deu vida a Bruno Scapelli, em De Quina para Lua.

1986 - Hipertensão

Geórgia Gomide e Paulo Betti na novela Hipertensão
E no ano seguinte, foi o motorista Laerte, em Hipertensão.  

Marca registrada

1989 - Tieta

Paulo Betti na novela Tieta
Após rápida passagem pela Manchete, Betti retornou à Globo para viver um dos papéis mais marcantes de sua carreira, o Timóteo, em Tieta. "É meu personagem mais popular até hoje. Ele era divertido e tinha seus bordões como 'sum paulo', 'nus trinques' e 'di jeito ninhum', relembra o ator.

1992 - Pedra Sobre Pedra

Luiza Tomé e Paulo Betti na novela Pedra sobre Pedra
Em 1992, Paulo esteve em outro grande sucesso: a novela Pedra sobre Pedra, da Aguinaldo Silva, na qual ele viveu o bom vivant Carlão Batista, que só queria saber de mulheres e de gastar dinheiro, até se apaixonar pela cigana Vida (Luiza Tomé). 

1993 -  Mulheres de Areia

Glória Pires e Paulo Betti na novela Mulheres de Areia
Em Mulheres de Areia, ele deu vida ao mau caráter Wanderley, comparsa da gêmea má Raquel (Glória Pires). 

1995 - Engraçadinha
1995 - A Próxima Vítima

Em 1995, esteve em duas produções: Engraçadinha e a Próxima Vítima, de Sílvio de Abreu.

Alessandra Negrini e Paulo Betti na novela Engraçadinha
Casada e morando no subúrbio carioca de Vaz Lobo, Engraçadinha se envolve com o juiz Odorico (Paulo Betti), também casado, que na juventude nutria por ela um amor platônico.

Um detetive no caminho

1995 - A Próxima Vítima

Paulo Betti na novela A Próxima Vítima
Nesta última, ele viveu o detetive Olavo, que desvendou os assassinatos que movimentaram a trama. Nos anos seguintes, Betti esteve em várias novelas. 

1996 - O Fim do Mundo

Paulo Betti na novela O Fim do Mundo

Ele fez O Fim do Mundo (1996), no papel de Joãozinho de Dagmar, um vidente e paranormal que fez previsões sobre políticos e fiéis procuram a cura para seus males. 

1997 -  A Indomada



Paulo Betti e Betty Faria na novela A Indomada
A Indomada (1997), interpretando o engraçado prefeito Ypiranga Pitaguary.

1999 - Chiquinha Gonzaga
1999 - Força de um Desejo
1999 - Luna Caliente

1999 - Chiquinha Gonzaga

Regina Duarte e Paulo Betti na minissérie Chiquinha Gonzaga
Paulo Betti interpretou o maestro Villa-Lobos, e se apaixonou por Chiquinha Gonzaga.

1999 - Força de um Desejo

Paulo Betti, Nathalia Timberg e Reginaldo Faria na novela Força de um Desejo
Fez o papel de Higino Ventura, um fazendeiro vilão capaz de baixezas para realizar seus objetivos. 


1999 - Luna Caliente



Paula Tabalipa e Paulo Betti na novela Luna Caliente
Ramiro (Paulo Betti) é o advogado e professor universitário de 40 anos que está de volta ao país depois de oito anos de exílio na França

2007 - Paraíso Tropical

Sempre muito ativo e solicitado, em 2007, fez Paraíso Tropical, e Sete Pecados. Paulo Betti também teve participações especiais em vários seriados da emissora.

Paulo Betti na novela Paraíso Tropical


Fez o personagem Lucena, homem muito rico, empresário bem-sucedido, moralmente rígido e convencional. Pai de Hugo, não aceita nem de longe a homossexualidade do filho.

2007/2008 - Sete Pecados



Paulo Betti e Giovanna Anatonelli na novela Sete Pecados

O personagem de Paulo Betti  Flávio, é  um homem que sofreu um acidente e, por causa da perda de memória, ficou desaparecido durante anos.

Jornalista venenoso

2014 - Império

Paulo Betti na novela Império
Paulo Betti também teve participações especiais em vários seriados da emissora e, em 2014, voltou a trabalhar com Aguinaldo Silva com um personagem que deu o que falar na novela Império:  o jornalista fofoqueiro Téo Pereira, que adorava destilar veneno em seu blog e era cheio de trejeitos e bordões que pegaram, como o famoso 'curuzes!

Na telinha

1979 - Como Salvar Meu Casamento
1981/1982 - Os Imigrantes
1982 -  Os Imigrantes - Terceira Geração
1983 - Maçã do Amor
Edson Freitas.
1984 - Transas e Caretas
Dirceu Valente
1984/1985 - Vereda Tropical
Marco
1985 - De Quina Pra Lua
Bruno Scapelli
1986 - Hipertensão
Laerte
1989 - Tieta
Timóteo
1991 - Pedra sobre Pedra
Carlão Batista
1995 - Engraçadinha
Odorico
1993 - Mulheres de Areia
Wanderley
1994 - A Próxima Vítima
Detetive Olavo
1996 - O Fim do Mundo
Joãozinho de Dagmar
1997 - A Indomada
Ypiranga Pitiguary
1999 - Chiquinha Gonzaga
Villa-Lobos
1999 - Força de um Desejo
Higino Ventura
1999 - Luna Caliente
Ramiro
2007 - Paraíso Tropical
Lucena
2007/2008 - Sete Pecados
Flávio
2014 - Império
Téo Pereira
2016 - Rock Story
Haroldo

Texto: Flávia Serra

Publicado na revista TV Brasil n/n 876
Trajetória

Fotos: Globo/Divulgação/Reprodução- Lucas Novelas - blogger-Mundo Da TV - blogger-adorocinema.com-
Victo 3D Página Pessoal Tudo sobre Lídia Brondi-mundodo latino.-Viva-Astros em Revista - blogger
10blog - bloger - BOL Notícias - Uol-Regina Namorada do Brasil 0 UOL Blog-Memória Globo-Globo-http://www.folha.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário