quinta-feira, 25 de maio de 2017

Anos Rebeldes

Os anos de chumbo na telinha - Série histórica foi a primeira a retratar o terrível período da ditadura.A supersérie Os Dias Eram Assim, exibida atualmente pela Globo, mostra a situação do Brasil na época da ditadura militar. Mas esta não é a primeira produção da emissora a tocar neste assunto. Em 1992 foi ao ar a minissérie Anos Rebeldes, de Gilberto Braga, a primeira trama, até então, abordar os terríveis anos de chumbo, tendo como pano de fundo o Rio de Janeiro entre 1964 e 1979.

Malu Mader
Maria Lúcia queria estabilidade
A história retratava o dia a dia de um grupo de jovens estudantes do tradicional colégio Pedro II. Maria Lúcia (Malu Mader) era uma moça individualista, que sonhava em ter uma vida tranquila e com estabilidade.
Cássio Gabus Mendes
João Alfredo era um jovem idealista e se envolveu com a militância política.
 Mas a mocinha se apaixonou por João Alfredo (Cássio Gabus Mendes), que tinha princípios e ideais bem diferentes dos dela. O rapaz era de uma família de classe média de Ipanema e muito preocupado com as questões sociais do País e a luta pela justiça e  igualdade. 
Geraldo Del Rey
O pai de Maria Lúcia, Damasceno (Geraldo Del Rey) era um jornalista renomado do Correio Carioca, militante político e membro do partido comunista. A jovem não concordava com a ideologia do pai e tinha medo de se entregar à paixão por João Alfredo e sofrer como sua mãe, que sempre se preocupou com o jeito revolucionário de Damasceno.

Triângulo amoroso

Marcelo Serrado
Edgar (Marcelo Serrado), melhor amigo de João Alfredo, tinha uma ideia da vida bem diferente, não se envolvia com questões políticas, era inteligente, ambicioso e bom caráter. Só que o moço também se apaixonou por Maria Lúcia e formou-se assim, o triângulo amoroso da trama.João Alfredo se viu dividido entre seu lado afetivo e a militância política. A relação com Maria Lúcia ficou desgastada quando o rapaz entrou de vez para a luta armada e o romance não resistiu às divergências. Assim, o caminho ficou aberto para o apaixonado Edgar conquistar a moça.

Amor X política

Marcelo Serrado e Malu Mader
Após idas e vindas, Maria Lúcia e João Alfredo se separaram de forma definitiva. Os jovens já haviam se formado no colégio e a repressão no Brasil se tronou mais rígida, com prisões e torturas. Em busca de uma vida tranquila, a mocinha se rendeu ao amor de Edgar e os dois se casaram. João estava cada vez mais envolvido na luta contra a ditadura e passou a ser perseguido depois de participar do sequestro de um embaixador suíço. A situação do rapaz no País ficou insustentável e ele precisou se exilar.

De fútil à revolucionária

Betty Lago,Cláudia Abreu e José Wilker
Moça fútil, Heloísa se transformou em uma revolucionária.
Heloísa (Cláudia Abreu) era uma mulher que fazia o estilo moderninha, liberal, e que só pensava em futilidades, principalmente devido à criação que teve.Filha de Natália (Betty Lago) e do poderoso banqueiro Fábio (José Wilker) que financiava o golpe militar, a patricinha conheceu Maria Lúcia em um curso de francês e as duas, mesmo com personalidades totalmente diferentes, tornaram-se grandes amigas e confidentes. 

Cláudia Abreu
Ao longo da produção, no entanto, Heloísa engravidou e rompeu totalmente com os padrões tradicionais de sua família. Inquieta, resolveu se engajar na luta armada e se tornou peça importante e atuante dentro da militância contra a ditadura. Assim como João Alfredo, a moça também participou do sequestro do embaixador, deixando as autoridades furiosas.
Rubens Caribé e Cláudia Abreu
Marcelo e Helô: companheiros de luta
Perseguida pelos militares, ela tentou fugir do País com os amigos, João e Marcelo (Rubens Caribé). Durante a fuga, no entanto, Helô foi metralhada e morta, em uma das cenas mais marcantes e tristes da trama.

O ideal venceu o amor
Cássio Gabus Mendes e Malu Mader
Anos Rebeldes terminou mostrando o início da abertura política, com a anistia e a volta dos exilados. João retornou ao Brasil e Maria Lúcia estava divorciada de Edgar. O forte amor entre os dois voltou a aflorar e o casal resolveu se dar uma chance.Mas uma vez os ideais do rapaz falaram mais alto e ele passou a apoiar a causa dos sem-terra no sul do país. Decepcionada, a moça entendeu que a militância do amado sempre seria um obstáculo entre eles e o casal se separou definitivamente.

Pedro Cardoso
Galeno virou autor de novelas
Galeno (Pedro Cardoso) integrava o grupo de estudantes e só pensava em ser escritor e teatrólogo.

Foi a estreia de Betty Lago na TV

Ficha técnica

Emissora: Rede Globo
Capítulos: 20
Exibição: 14 de julho de 1992 a 14 de agosto de 1992
Horário: 22h30
Autor: Gilberto Braga.

 Curiosidades

Gilberto Braga escreveu a série atendendo a uma sugestão do público que queria uma continuação de Anos Dourados, série exibida em 1986.

O nome também foi sugerido pelos telespectadores.

Outro fato curioso é que grande parte dos atores do elenco havia atuado na militância durante a ditadura: Bete Mendes, Francisco Milani, Gianfrancesco Guarnieri, entre outros. 

O papel de Helô foi escrito especialmente para Cláudia Abreu.

Texto: Flavia Serra

Publicado na revista TV Brasil n/n 894
Vale a Pena Ler de Novo.
Fotos: Divulgação/Globo- http://memoriaglobo.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário