sexta-feira, 21 de julho de 2017

Os Grandes Talentos Do JN

Relembre os maiores apresentadores do Jornal Nacional e conheça um pouquinho mais da história desse formato de sucesso.

William Bonner e Renata Vasconcellos
No ar desde 1969, o jornalístico se caracterizou por ter sido o primeiro telejornal transmitido em rede nacional e  até hoje nunca saiu do ar. O formato tem atualmente como âncora William Bonner, que assumiu a bancada em 1996. "Um telejornal é programa de TV e jornal ao mesmo tempo. Ele tem que ser interessante. Televisão é sensacional", comentou o apresentador à Globo. Além dele, outros profissionais estiveram à frente do JN, que, na última segunda-feira (19), ganhou um novo prédio e passou a ser exibido com um cenário (que demorou três anos para ser construído) mais tecnológico e com o apoio de jornalistas da internet da TV. 

Os precursores

Cid Moreira e Sérgio Chapelin
Cid Moreira e Sérgio Chapelin fizeram história no jornalismo apresentando juntos de 1971 a 1983 e, depois, de 1989 a 1996. 
O primeiro a comandar o jornal foi Cid Moreira. Até hoje ele é o âncora que apresentou o jornal por mais tempo, entre 1969 e 1996. O veterano dividiu a apresentação com grandes nomes como Hilton Gomes, Celso Freitas e Fernando Vanucci, mas é sua parceria com Sérgio Chapelin uma das mais lembradas . "Ainda tenho pesadelo. Sonho que o texto do teleprompter apagou. Sofro com isso até hoje", contou Cid em entrevista para Amaury Jr., no ano passado.Na mesma conversa, o jornalista revelou ainda que não gostava da própria voz. "Um dia ela estava bem, no outro não estava. Só agora tenho absoluto controle dela", disse. Cid Moreira disse 'boa noite' cerca de 8.914 vezes durante os 27 anos em que esteve no ar.

Primeira mulher


Valéria Monteiro
Até então apresentado exclusivamente por homens, o programa só ganhou uma presença feminina nos estúdios em 1992, quando Valéria Monteiro ganhou essa oportunidade. "Eu apresentava o jornal aos sábados porque se imaginou que as pessoas poderiam não aceitar tão bem uma presença feminina definitiva na bancada. Era um machismo muito grande. Abri portas", revelou a jornalista à revista Quem, acrescentando que se sente muito orgulhosa de ter sido a pioneira.


Lilian Witte Fibe,
Depois de Valéria, mulheres como Lilian Witte Fibe, dividiu a bancada com Willian Bonner de 1996 a 1990.
Fátima Bernardes apresentou o programa com o ex-marido por 13 anos, e Patrícia Poeta também apresentou o Jornal Nacional
Patrícia Poeta

Hoje a responsabilidade fica a cargo de Renata Vasconcelos que divide a bancada com Bonner.


A partir de 1983, Celso Freitas assumiu a bancada e permaneceu nela até 1989. Cid era o seu companheiro.

Curiosidades

Marília Gabriela tentou apresentar o Jornal Nacional. "Eu era repórter do JN e liguei para o Armando Nogueira (chefe de jornalismo na época) pedindo para apresentar o programa. Mas ele me respondeu que o formato era tradicionalmente  'feito' por homens e eu não tive essa oportunidade", afirmou ela, em entrevista recente a Fábio Porchat. A própria jornalista revelou, porém, que não se sentiu frustrada com o 'não' que recebeu do patrão.  



Ficha técnica

Emissora: Globo
Exibição: 1969 até o presente
Dia: segunda à sábado
Horário: 20h30 às 21h15
Editor chefe: William Bonner

Texto: Luana Rodrigues

Publicado na revista TV Brasil n/n 900
Memória
Fotos: Gente - iG - O Globo -Foto arquivo-TV Foco -foto Globo-Memória Globo.jpg


Nenhum comentário:

Postar um comentário