sexta-feira, 21 de julho de 2017

Os Grandes Talentos Do JN

Relembre os maiores apresentadores do Jornal Nacional e conheça um pouquinho mais da história desse formato de sucesso.35 anos de notícias-Jornal da Globo, que faz aniversário em agosto, já se reinventou diversas vezes ao longo das suas três décadas. Relembre!

William Bonner e Renata Vasconcellos

No ar desde 1969, o jornalístico se caracterizou por ter sido o primeiro telejornal transmitido em rede nacional e  até hoje nunca saiu do ar. O formato tem atualmente como âncora William Bonner, que assumiu a bancada em 1996. "Um telejornal é programa de TV e jornal ao mesmo tempo. Ele tem que ser interessante. Televisão é sensacional", comentou o apresentador à Globo. Além dele, outros profissionais estiveram à frente do JN, que, na última segunda-feira (19), ganhou um novo prédio e passou a ser exibido com um cenário (que demorou três anos para ser construído) mais tecnológico e com o apoio de jornalistas da internet da TV. 

William Waack
Quem acompanha o jornalístico todo o fim de noite e já se acostumou com a presença do âncora William Waack na telinha, dificilmente se lembra que o formato estreou na Vênus Platinada em 1982. No entanto, no decorrer de todo esse tempo, o Jornal da Globo já mudou muitas vezes, ao todo, 31 jornalistas passaram pela bancada e até quadros de humor e poesia foram exibidos!

Os pioneiros

Belisa Ribeiro,Renato Machado e Luciana Villas-Boas
Diferentes de todos os outros jornais até então, o program estreou sendo apresentado por três jornalistas: Renato Machado, Belisa Ribeiro e Luciana Villas-Boas, que não só ancoravam o Jornal da Globo, como também participavam de todo o processo de construção das matérias e conversas com fontes. Mas não foi só nisso que o jornal inovou.
Leilane Neubarth
 Um ano depois de sua estreia, Leilane Neubarth assumiu o formato e foi responsável por algumas mudanças do jeito de se fazer telejornalismo no Brasil.Além de comandar o programa e realizar reportagens de rua, a profissional se destacava por usar óculos excêntricos, dispensar a escova e penteados no cabelo (exibindo o seu cabelo natural) e até mesmo ostentar um broche a favor das Diretas Já!"Por ser final da Ditadura Militar, víamos o jornal como ideal de liberdade de expressão", contou ela, ao site Memória Globo.

Casais na bancada  

Leila Cordeiro e Eliakim Araújo
E se engana quem pensa que o Jornal Nacional foi o único programa apresentado por Fátima Bernardes e William Bonner. Antes dele, a dupla já havia estado à frente do Jornal da Globo. Eles se conheceram em 19879, quando começaram a apresentar a produção juntos e se casaram pouco tempo depois, em 1990. Foram eles, o casal Eliakim Araújo e Leila Cordeiro também ancorou o tradicional formato e juntos dividiram a bancada de 1986 até 1989.

Poesia e humor

 Jô Soares
Como não vivia só de notícias, o jornalístico apresentava um bloco inteiro dedicando-se à cultura. Nesse sentido, não era raro ver Eliakim lendo poemas e textos de grandes escritores brasileiros. O humor também era muito bem visto na produção, que levava ao ar quadros com Jô Soares, com os integrantes do Casseta e Planeta e muito outros comediantes. "Era um jornal muito solto, leve. A gente tentava sempre colocar um molho no formato, que era bem diferente do Jornal Nacional", contou Jorge Pontual, editor-chefe do jornal na década do 80, ao Memória Globo.

Os precursores

Cid Moreira e Sérgio Chapelin
Cid Moreira e Sérgio Chapelin fizeram história no jornalismo apresentando juntos de 1971 a 1983 e, depois, de 1989 a 1996. 
O primeiro a comandar o jornal foi Cid Moreira. Até hoje ele é o âncora que apresentou o jornal por mais tempo, entre 1969 e 1996. 
 Hilton Gomes e Fernando Vanucci
O veterano dividiu a apresentação com grandes nomes como Hilton Gomes, Celso Freitas e Fernando Vanucci, mas é sua parceria com Sérgio Chapelin uma das mais lembradas . "Ainda tenho pesadelo. Sonho que o texto do teleprompter apagou. Sofro com isso até hoje", contou Cid em entrevista para Amaury Jr., no ano passado.Na mesma conversa, o jornalista revelou ainda que não gostava da própria voz. "Um dia ela estava bem, no outro não estava. Só agora tenho absoluto controle dela", disse. Cid Moreira disse 'boa noite' cerca de 8.914 vezes durante os 27 anos em que esteve no ar.

Primeira mulher


Valéria Monteiro
Até então apresentado exclusivamente por homens, o programa só ganhou uma presença feminina nos estúdios em 1992, quando Valéria Monteiro ganhou essa oportunidade. "Eu apresentava o jornal aos sábados porque se imaginou que as pessoas poderiam não aceitar tão bem uma presença feminina definitiva na bancada. Era um machismo muito grande. Abri portas", revelou a jornalista à revista Quem, acrescentando que se sente muito orgulhosa de ter sido a pioneira.


Lilian Witte Fibe,
Depois de Valéria, mulheres como Lilian Witte Fibe, dividiu a bancada com Willian Bonner de 1996 a 1990.
Fátima Bernardes
Fátima Bernardes apresentou o programa com o ex-marido por 13 anos, e Patrícia Poeta também apresentou o Jornal Nacional
Patrícia Poeta
Hoje a responsabilidade fica a cargo de Renata Vasconcelos que divide a bancada com Bonner.


Celso Freitas
A partir de 1983, Celso Freitas assumiu a bancada e permaneceu nela até 1989. Cid era o seu companheiro.

Eliakim Araújo chegou até a ler poemas de Carlos Drummond de Andrade durante os programas;
Chico Anysio era um dos humoristas que davam seus pitacos no jornalístico;

Luciana Villas-Boas e Renato Machado em uma das primeiras edições exibidas na casa;

Fátima Bernardes e William Bonner apresentaram o Jornal da Globo de 1989 até 1992.

Curiosidades

Marília Gabriela tentou apresentar o Jornal Nacional. "Eu era repórter do JN e liguei para o Armando Nogueira (chefe de jornalismo na época) pedindo para apresentar o programa. Mas ele me respondeu que o formato era tradicionalmente  'feito' por homens e eu não tive essa oportunidade", afirmou ela, em entrevista recente a Fábio Porchat. A própria jornalista revelou, porém, que não se sentiu frustrada com o 'não' que recebeu do patrão. 

William Waack é piloto de aeronave. "Qualquer notícia que envolve avião é muito mais fácil pra se entender o que está acontecendo", contou. 



Ficha técnica

Emissora: Rede Globo
Exibição:1969 até o presente
Dia: segunda à sábado
Horário: 20h30 às 21h15
Editor chefe: William Bonner

Texto: Luana Rodrigues

Publicado na revista TV Brasil n/n  900 e 907 
Memória
Fotos: Globo/Divulgação- Gente - iG - O Globo -Foto arquivo-TV Foco -foto Globo-Memória-Memória Glob-You Tube Globo.
jpghttps://tvefamosos.uol.com.br-noticiasdatv.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário