quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Novelas Exportação


As tramas nacionais são vendidas para vários países como um dos produtos de maior êxito do Brasil.Não é de hoje que a teledramaturgia brasileira, encanta os estrangeiros. Conhecida por ser uma das emissoras de TV que mais comercializam novelas mundo afora, a Globo está sempre espalhando seus folhetins pelo mundo.

Império

 Alexandre Nero
A última telenovela 'exportada' foi Império, de Aguinaldo Silva. A trama mal havia acabado por aqui e já tinha sido vendida para 15 países. A produção, aliás, faturou o Emmy Internacional de 2015 como melhor telenovela do mundo.Contou com as participações de Alexandre Nero, Lília Cabral, Leandra Leal, Drica Moraes, José Mayer,Paulo Betti, Caio Blat e Andreia Horta. Em 23 de novembro de 2015, a trama recebeu o prêmio Emmy Internacional de Melhor Novela.

Avenida Brasil - (130 países )

Adriana Esteves e Débora Falabella


 A recordista de vendas para o exterior, porém, é Avenida Brasil (2012), exibida em 130 países. No México, onde foi ao ar pela TV Azteca, o folhetim aumentou em 62% a audiência do canal e foi sucesso no Equador, Colômbia, Uruguai, Estados Unidos e até a Armênia. Escrita por João Emanuel Carneiro, contou com as participações de Débora Falabella, Adriana Esteves, Murilo Benício, Cauã Reymond, Alexandre Borges, Débora Bloch, Camila Morgado e Carolina Ferraz.

Confira as novelas brasileiras que foram mais vendidas:





Da Cor do Pecado - (100 Países)

Reynaldo Gianecchini e Taís Araújo
A história de 2004, que trazia como protagonista os atores Taís Araújo e Reynaldo Gianecchini e Giovanna Antonelli começou a fazer sucesso no exterior em 2005. A trama de João Emanuel Carneiro chegou a 100 países, sendo vendida para todas as nações da América Latina, algumas do Leste Europeu, outras da África e da Ásia, além de Portugal e Estados Unidos. 

A Vida da Gente -( 98 países)

Fernanda Vasconcelos, Nicette Bruno e Marjore Estiano
A história de Ana (Fernanda Vasconcelos), exibida em 2001, que fica em coma após um acidente e acorda depois de anos, agradou ao público ao redor do mundo todo. Na Holanda, o folhetim de Lícia Manzo ganhou o nome de The Life We Lead (A Vida que Levamos) e foi exibida pela Fox no período da tarde, fazendo com que os índices de audiência do canal no horário tivessem um salto e aumentassem 44% em apenas um mês de exibição da trama.

Terra Nostra - (95 países)

Ana Paula Arósio e Thiago Lacerda
A trama de Benedito Ruy Barbosa, de 1999, conquistou os telespectadores estrangeiros. Dois meses depois de sua estreia por aqui, a história do amor de Matheo e Giulianna, foi ao ar na emissora portuguesa SIC, com enorme sucesso. E não demorou a chegar a países como Colômbia, Croácia, El Salvador, Espanha, França, Itália e até Israel,Letônia, Romênia e Sérvia.

O Clone - (91 países)

Giovanna Antonelli
Um dos grandes sucessos de Glória Perez, a novela do ano de 2001, foi exibida em 91 países. O que mais atraiu na trama foi a abordagem inédita sobre a clonagem humana. Além de ser exibida na América Latina e na Europa, a produção ainda originou um remake em 2010, El Clon, exibido pela emissora Telemundo e protagonizado por Sandra Echevarria e Maurício Ochmann.


Caminho das Índias - (90 países)


Juliana Paes e Rodrigo Lombardi
Essa foi mais uma história de Gloria Perez que estourou no Brasil e no exterior. Os hábitos e costumes indianos foram retratados de forma primorosa no folhetim, que foi ao ar no ano de 2009. Além de conquistar vários países da América Latina, a novela chegou a outros continentes como Europa, África e Ásia. Países estratégicos para a Globo, como Estados Unidos e Rússia, também adquiriram os direitos de transmissão de Caminho das Índias, vencedora do Emmy Internacional em 2009 como Melhor Novela do mundo.



A escrava Isaura - 80 países

Rubens de Falco e Lucélia Santos
Durante anos, A Escrava Isaura (1976) foi anovela mais exportada, mas com o tempo perdeu a liderança para outros folhetins. A trama, baseada no romance de Bernardo Guimarães, conta a história de Isaura (Lucélia Santos), uma escrava branca que foge do seu 'dono', o malvado Leôncio (Rubens de Falco), e se apaixona por Álvaro (Edwin Luise) foi vendida para países como Alemanha, Indonésia, Letônia, Rússia, Turquia, China, Portugal e Nova Zelândia, uma baita proeza para a década de 70.

Texto: Núcia Ferreira

Publicado na revista TV Brasil n/n 825
Sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário