terça-feira, 13 de setembro de 2016

As Novelas De Laura Cardoso

Laura Cardoso
Iluminada
Aos 89 anos, Laura Cardoso esbanja vitalidade e disposição.

Em tempos de celebridades efêmeras e do culto exacerbado à beleza, ver Laura Cardoso completar 89 anos, é uma inspiração para qualquer um. E vê-la atuando - e bem - na pele da vilã dona Sinhá, de Sol Nascente, é uma verdadeira aula de dramaturgia para os mais jovens. "Trabalhar ao lado de dona Laura é uma honra e um grande aprendizado. Só de vê-la atuando, já aprendo muito", destacou Rafael Zulu, que na trama de Walter Negrão é um dos fieis escudeiros da personagem . Os elogios recebidos em cena ou fora dela, no entanto, não mexem com o ego da atriz, que esbanja simpatia, disposição e bom humor. Ela não sai do sério nem com boatos maldosos, como a notícia que saiu no início do ano, confirmando a sua morte. "Fiquei chateada, mas depois dei até risada. Estou firme forte. Eles matam a gente sem mais nem menos. Acho isso de um mau gosto, uma lata de lixo...", disse ela, na época, referindo-se aos internautas.

Voz da experiência!

Laura Cardoso, que voltou ao ar em Sol Nascente, fala sobre seu amor e respeito à profissão!Laura Cardoso, que retornou às novelas em Sol Nascente, dando vida a uma vilã misteriosa, conversou com nossa reportagem e contou um pouco de sua história na telinha brasileira.

Televisão

- O que anda encanta a senhora na TV de hoje em dia?
"Pouca coisa. Pouca coisa, mesmo.Eu sou perfeccionista, e sou exigente no sentido da qualidade do trabalho. Eu acho que a televisão perdeu muita coisa. Ela não avançou. Talvez ela tenha avançado tecnologicamente, mas no sentido humano eu acho que ela regrediu".

- Existe uma parte da nova geração de atores que tem como objetivo apenas ser celebridade. Como vê isso?
"Eu vejo isso com um péssimo olhar. Essa profissão é séria, e você tem que se dedicar de corpo e alma se quer ser um ator de verdade. Hoje em dia todo mundo quer ser ator sem estudar, tem uns que não sabem nem ler. A profissão precisa de estudo, de cultura, de escola... É isso"!

- Como veterana, qual sua análise sobre as tramas atuais? Acredita que há um excesso de violência"
"Eu acho que o público precisa ser respeitado. A vida já é uma coisa dura, uma coisa difícil, então, acho que você precisa amenizar. Lógico que você precisa mostrar a violência e tudo mais, mas tem que ter certo cuidado em relação ao horário."

- Você acha que o público está muito criterioso hoje em dia?
"O povo é muito esperto. O povo sabe quem é quem. O público é sério!"

- Acha que o público sabe diferenciar quem tem ou não tem talento?
"Eles sabem sim. Eles sabem quem está na profissão para sair na revista e quem está na profissão para se dedicar de verdade. Eu trabalhei muito em rádio, televisão, circo e teatro. Eu amo a minha profissão."

Autocrítica

-  A senhora gosta de se assistir na TV?
"Eu gosto muito de me assistir para me corrigir. Eu tenho uma autocrítica terrível. Sempre percebo que algo poderia ter sido melhor."

- Eu percebo que a senhora não mexeu no rosto. É contra o botox?
"Eu não fiz nada, e isso é pessoal. Eu amo o meu rosto, as minhas rugas e me amo como sou. Eu vou morrer assim, não vou mexer em nada. Eu já fui lindinha, bonitinha, gostosinha, mas a vida segue e você tem que aceitar. Eu acho muita burrice querer mudar o exterior... E o interior, como é que fica? Eu não sou contra a plástica, e acho importante a plástica que corrige, mas essa que você faz para se embelezar, para fazer a boca e tal, eu acho um horror!"

- Pensar em se aposentar?
"Não, não. Eu amo o meu trabalho, a minha profissão."

Mulheres de Areia
Laura Cardoso e Glória Pires
- Mulheres de Areia está em reprise no canal Viva, e muita gente julga sua personagem como vilã. Concorda com isso?
"Não, não. Ela não era vilã, não. Ela amava as filhas, são um pedaço dela. Só que a Raquel precisava mais dela, e a Ruth era mais sensata. Raquel estava desencaminhada, estava se afogando na vida. A Raquel precisava daquela mãe. Eu não acho aquela mãe vilã de jeito nenhum."

- Ainda sente a repercussão em torno da novela?
"Muita, muita mesmo. Até hoje tem, graças a Deus!. As pessoas me param na rua e sou muito elogiada em relação a essa trama. Eu acho essa novela muito bem-feita, muito bem dirigida, e um grande sucesso."
Rafael Cardoso e Laura Cardoso
- Como surgiu o convite para participar dessa trama?
"O Walther Negrão (autor da novela) é muito meu amigo. É como se fosse o meu irmão, na verdade, eu o conheço há mais de 50 anos. Ele sempre lembra de mim, granças a Deus!, Ele sempre escreve personagens maravilhosos para mim, por isso sou muito grata a ele. Essa novela tem um elenco muito bom, estou muito feliz de estar nela!"

- O que a senhora pode revelar sobre sua personagem?
"Dona Sinhá é avó do vilão, interpretado pelo Rafael Cardoso. Posso revelar que ela tem dois lados: um que é bom e outro que é de uma pessoa perversa (risos). Mas eu acho que esse lado bom dela é de mentirinha. Só isso que eu posso adiantar."

Trajetória

Com mais de 60 anos de carreira, Laura Cardoso já viveu inúmeros personagens nas novelas brasileiras. Confira alguns!

Laura no programa TV Vanguarda, TV Tupi na década de 50

1965 -  Fatalidade

Laura Cardoso viveu Nicole na novela Fatalidade, da TV Tupi


1970 -  As Pupilas do Senhor Reitor

Ela interpretou Tereza em As Pupilas do Senhor Reitor.

1981 -  Brilhante
Convidada por Daniel Filho, Laura estreou na Globo no papel de Alda Sampaio, em Brilhante.

1983 - Pão Pão, Beijo Beijo

Em 1983 voltou de vez para a Globo, na novela Pão-Pão, Beijo Beijo, emissora em que permanece até hoje.

Nas Globo, viveu também Donana em Pão Pão, Beijo Beijo, de Walther Negrão.

1990 -  Rainha da Sucata

Fez a Armênia de Rainha da Sucata
Na Globo fez inúmeros trabalhos, alguns deles são Rainha da Sucata (1990), A Padroeira (2001), Como uma Onda (2004), Caminho das Índias (2009) e Sol Nascente (2016).

Sabedoria e vitalidade

1993 - Mulheres de Areia

Como Isaura, mãe de Ruth e Raquel em Mulheres de Areia
Os fãs de Laura Cardoso não têm do que se queixar. Atualmente , a veterana pode ser vista em dose dupla, tanto em Sol Nascente quanto na reprise de Mulheres de Areia, no canal Viva. Na trama, exibida pela Globo em 1993, ela vive Isaura, mãe das gêmeas Ruth e Raquel (Glória Pires).

2001 - A Padroeira
Como Silvana na novela A Padroeira

2003/2004 - Chocolate com Pimenta

Drica Moraes e Laura Cardoso
Como a doce vovó Carmem, em Chocolate com Pimenta
Sábia e cheia de experiência, a atriz (que ainda brilhou em Chocolate com Pimenta) lamenta e diz que tem se encantado pouco com a televisão hoje em dia e que os excessos a incomodam muito.

2004 - Como Uma Onda


Como dona Francisquinha na novela Como uma Onda


2009 -  Caminho das Índias
Em Caminho das Índias foi a ranzinza Laksmi

2012 - Gabriela
Brilhou na pele de Dorotéia, no remake de Gabriela.

2014 -  Império
Sua participação no fim de Império como Jesuína foi marcante.

2016 - Sol Nascente
Como dona Sinhá na novela Sol Nascente


Orgulho do tempo

Comemorando em grande estilo
Laura Cardoso

Com 64 anos de carreira, Laura Cardoso festeja sua volta à TV na novela Sol Nascente

E quando o assunto é a chegada dos anos, Laura Cardoso dá outra aula, agora de vitalidade e autoestima. Ela faz questão de dizer que carrega com orgulho as marcas do tempo. Com cara de 'boa avó', garante que é completamente independente. Mas, não peçam para a atriz cozinhar. Embora diga que não dispensa um 'docinho', ela se diverte ao dizer que, na cozinha, é uma verdadeira negação.

Laurinda de Jesus Cardoso Baleroni, mais conhecida como Laura Cardoso, é uma das atrizes mais consagradas da televisão brasileira. Sua carreira se iniciou em 1952, aos 25 anos, e permanece intacta até hoje, com quase 88, que serão comemorados no próximo dia 13. Sua trajetória artística é extensa e a atriz coleciona 74 trabalhos no currículo, incluindo mais de 50 novelas. Depois de ficar afastada por dois anos da telinha, Laura volta com um papel de peso, interpretando a vilã Dona Sinhá, na novela Sol Nascente. Para presentearmos nossos leitores relembramos parte da vida profissional da artista. 

Texto: Denise Galvão
Publicado na revista Guia da TV n/n
496 ano 10 edição de 30 de setembro de 2016

Texto: Vitória Palmejani/Colaboradora
Publicado na revista Guia da TV
Edição de 02 de setembro de 2016 ano 10 n/n 492.
Fotos: Matheus Cabral/Globo e Reprodução.
www.ofuxico.com.br
nilsonxavier.blogosfera.uol.com.br 
noticias.bol.uol.com.br
revistaquem.globo.com
gshow.globo.com
famososnaweb.com

Publicado na revista TV Brasil /n 861
Fotos: O Fuxico

Nenhum comentário:

Postar um comentário