segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Carlos Romero - E Por Falar Em Fé


Meu filho, Germano me telefona lá da casa da praia, dizendo que encontrou, em coisas trazidas de viagem, uma seleção de grãos de mostarda. E exaltou a sua admiração pelo fato de como uma semente tão pequena se transforma numa árvore tão grande e bonita.

Ao ponto de inspirar o Mestre Jesus, quando disse que se tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda, diríamos a uma montanha "saia daí", e ela sairá. Já vi muitas montanhas, nas nossas viagens, mas nunca desejei fazer esta experiência da fé.

Sou de opinião que todo mundo tem fé, seja esta pequena ou grande. E a maior fé é a fé na vida. Um suicida não tem fé.

A gente leva a vida praticando atos de fé. Desde quando acordamos até a hora de dormir. A fé é um excelente combustível. E foi graças à fé que Jesus fez os milagres, como transformar água em vinho, quando levantou paralíticos,, quando deu luz aos cegos, quando passeou sobre a água e assim por diante.

Eu nunca vi um grão de mostarda, mas, agora, com a descoberta do meu caçula, fiquei muito curioso...

Tenhamos, portanto, fé e jamais desânimo. O desânimo é uma doença. Quando você acorda, manhã cedo, e pula da cama, você está praticando um ato de fé. O ato de fé na vida. E, como disse Jesus, a fé não precisa ser grande.

Eu estou ansioso para ver a semente de mostarda encontrada por Germano, que é um homem de muita fé.

Daí o seu sucesso em tudo. A Natureza dá lições de fé a todo instante. Perseverança é fé. A água mole em pedra dura tanto bate que fura - diz o ditado.

Em suma, "a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos", ensina a sabedoria bíblica.

Carlos Romero é membro da Academia Paraibana de Letras

Publicada no jornal Correio da Paraíba
Edição de 07 de agosto de 2016
Opinião

Nenhum comentário:

Postar um comentário