quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Estevam Fernandes - Chorando E Sorrindo. Sempre!


Faz parte da natureza humana a experiência do sofrimento. É uma maneira através da qual nós crescemos como pessoas, e nos libertamos das garras do romantismo ilusório. Por isso é que a dor é pedagógica. Quando sofremos, estamos aprendendo a viver. As lágrimas no ensinam muito sobre a arte de viver.

Quando não há provação a vida fica presa aos limites da infantilidade. Quando os pais tentam imunizar os filhos contra as adversidades da vida, estão criando seres potencialmente fracos, candidatos a decepções e frustrações prematuras. Ninguém está imune ao sofrimento, nem mesmo os que se escondem atrás de fantasias religiosas, arrastados pelo manto nocivo de falsos profetas. Até Jesus chorou!

O sofrimento também é purificador. Só quem já experimentou a dor na sua vida sabe o que é ter esperança; tem ideia do valor de se lutar e não desistir, ainda que ninguém acredite mais na vitória. O importante na vida é manter a calma. Sempre haverá uma saída. Às vezes a angústia não nos deixa enxergá-la, mas ela, em algum momento nos será revelada. Viver vitoriosamente é olhar para frente. É ser dominado pelo desejo de viver cada vez mais. Quem valoriza as suas lágrimas, está regando o solo de suas vitórias. As perdas na vida, os lutos sofridos, as crises profundas e as enfermidades traiçoeiras, bem como, as ingratidões, a solidão e outros males, acabam nos fortalecendo por dentro.

É no mais intenso sofrimento que Deus se revela amigo verdadeiro. Como dia o salmista:"Ele é socorro bem presente na angústia". Deus é bálsamo, é refrigério, é fortaleza. Se olharmos ao redor com os olhos da fé, perceberemos que Deus nunca nos abandonou. Como diz o dito:"Ele é fiel!.

Sempre haverá uma lágrima, porque somos humanos. Contudo, sempre haverá um sorriso, porque Deus está por perto.Sorria! A sua dor está com os dias contados.

Estevam Fernandes 
Pastor da 1ª Igreja Batista

Publicada no jornal Correio da Paraíba
Edição de 28 de agosto de 2016
Opinião

Nenhum comentário:

Postar um comentário